Ligia Schincariol


PH DA SALIVA

BOCA: IMPORTÂNCIA DO Ph da Saliva

A saliva é uma mistura homogênea de secreções produzidas principalmente pelas glândulas salivares e pelas glândulas bucais menores, que desenham uma função dupla: participação no processo de digestão e facilitação da deglutição dos alimentos.

- O pH da saliva é de 6.8 a 7.2.

O dente e a saliva estão sempre trocando sais minerais.
Entretanto, quando a saliva se torna ácida, o esmalte dentário passa a doar mais sais minerais ao meio bucal. Assim, o dente torna-se mais suscetível à cárie.


A capacidade-tampão da saliva (CTS) é a propriedade de a saliva manter o seu pH constante a 6,9-7,0, graças aos seus tampões, mucinato/mucina, HCO3 / H2CO3 e HPO4 / H2PO4, que bloqueiam o excesso de ácidos e de bases.

Os tampões mucinato/mucina e monofosfato/bifosfato agem da mesma forma, e assim, o elevado poder tamponante da saliva mantém a higidez da mucosa bucal e dos dentes.

A saliva protege a cavidade oral de duas maneiras: primeiro, evitando a colonização da boca por microrganismos potencialmente patogênicas, por negar-lhes as condições ambientais ideais, pois muitas bactérias necessitam de um pH específico para seu crescimento máximo; em segundo lugar, os microrganismos da placa podem produzir ácido a partir de açucares, os quais, não sendo rapidamente tamponados e limpos pela saliva, podem desmineralizar o esmalte.

A determinação da CTS se faz por titulometria, medindo-se o volume de ácido láctico 0,1 normal necessário para baixar o pH salivar de 6,9 para 3,7 (ponto de viragem do alaranjado de metila). E assim, podemos classificar os pacientes em três grupos:

1. Pacientes medianamente susceptíveis à cárie dental: CTS = 40.
2. Pacientes resistentes à cárie dental: CTS => 40.
3. Pacientes muito susceptíveis à cárie dental: CTS <= 40.

Dentro de certos limites, a CTS funciona como um índice relativo de atividade de cárie dental.

Se o pH da saliva estiver em desequilíbrio vai afetar o processo digestivo que começa na boca.


A saliva desempenha um papel importante na manutenção dos tecidos bucais, uma vez que exerce um efeito de limpeza arrastando substâncias alimentares e micro organismos patogênicos que se não forem removidos, contribuirão com o surgimento das cáries dentais, infecções e deterioração dos tecidos. (gengivite, perda óssea, mau hálito, entre tantos outros).

O bom funcionamento da saliva é dependente de um pH bucal favorável, que no caso, gira em torno de 7,0.

Qualquer alteração neste é capaz de dificultar a ação salivar, prejudicando o processo de digestão.

pH DO ESTÔMAGO - A gama de pH ácido do estômago normal situa-se entre 1,5 e 3,5. Esta acidez cria um ambiente ideal para a pepsina, enzima digestiva principal, quebrar a comida.

IMPORTÂNCIA DO PH DO ESTÔMAGO SER ÁCIDO
O pH do ácido gástrico é importante na manutenção da digestão saudável, pois um pH mais baixo pode levar a lesões ulcerativas, enquanto que um pH elevado impede a repartição adequada dos alimentos.

Informação fornecida pelaTerapeuta Lalhita










Receba diariamente as notícias em seu email:

Delivered by FeedBurner









Desenvolvido por Danilo Rodrigues
Design por Dimy Design&Motion Graphics
© 2018 Ligia Schincariol - Todos os direitos reservados